OBTENDO A ACETONA

OBJETIVO

  • Obtenção da propanona.

 INTRODUÇÃO

Acetona é o nome usual da dimetilcetona ou propanona, CH3COCH3 cuja fórmula estrutural é:

Trata-se de um líquido incolor, de cheiro agradável, inflamável, com ponto de ebulição de 56,5°C e densidade de 0,792 g/mL. E utilizada principalmente como solvente de esmaltes, tintas e vernizes.

O fenol comum (também conhecido como ácido fênico) ou hidroxibenzeno.

Faz parte de um grupo de compostos orgânicos que apresenta uma ou mais hidroxila ligadas a um anel benzênico. É um sólido incolor, muito higroscópico, que fica rosado em contato com o ar e tem cheiro característico. É utilizado na fabricação da baquelite, um “plástico” com o qual são feitas tomadas elétricas, peças de automóvel, eletrodomésticos etc. Trata-se também de um bactericida eficiente.

MATERIAIS E REAGENTES

MATERIAIS:

  • 2 tubo de ensaio
  • 1 tubo de vidro em L
  • 1 erlenmeyer de 250 mL
  • 1 frasco para reagentes
  • 1 funil
  • 1 conta-gotas
  • 1 condensador de tubo reto ou espiral
  • 1 vidro de relógio
  • 1 balança
  • 1 estante para tubos de ensaio
  • 2 rolhas com orifício para o tubo em L, uma para o tubo de ensaio grande e outra para o condensador
  • 1 bico de bunsen
  • 1 espátula
  • 2 pedaços de mangueira de látex cuja medida permita acoplar o condensador à torneira e à pia
  • 2 suportes universais com garras para fixação do tubo de ensaio e do condensador

 REAGENTES:

  • Etanoato de cálcio
  • Solução de bissulfito de sódio em solvente orgânico (éter)

 Cuidado: Certas cetonas possuem relativo grau de toxicidade; portanto, recomenda-se a realização dessas atividades em capela ou em ambientes bem ventilados.

 METODOLOGIA

1 – Reserve 5 g de etanoato de cálcio e coloque-os no interior do tubo de ensaio.

2 – Monte a aparelhagem conforme a figura abaixo.

 

3 – Aqueça o tubo de ensaio de modo homogêneo, fazendo com que haja distribuição do calor por todo o corpo do recipiente. É importante que esse processo seja realizado com a chama fraca.

4 – Aumente a intensidade da chama deixando-a forte e fixa no fundo do tubo de ensaio.

5 – Abra a torneira, de modo que a água circule no interior do condensador.

6 – Aguarde até o líquido ser recolhido.

7 – Armazene-o em um frasco para reagentes.

8 – Em um segundo tubo de ensaio coloque 2 mL da solução concentrada de bissulfito de sódio.

9 – Adicione 10 gotas do produto recolhido no frasco para reagentes, agite-o e aguarde.

 QUESTÕES DE VERIFICAÇÃO:

1) Por que a água deve entrar pela válvula próxima da saída do condensador?

2) O que aconteceu quando a solução de bissulfito de sódio recebeu algumas gotas da cetona formada?

3) Que método seria recomendado para separar os produtos da reação do bissulfito de sódio com acetona?

4) A reação entre cetona e bissulfito foi descoberta pelo químico italiano Cesare Pietro Bertagnini (1827 – 1859), em 1853; por esse motivo, é chamada reação de Bertagnini. A equação a seguir representa essa reação:

Quais as funções orgânicas identificadas nessa reação?

5) Por que se usou o bissulfito de sódio em solução não aquosa?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: